Prontuário Pessoal do Paciente: entenda o que é

Entenda o que é Prontuário Pessoal do Paciente

Já pensou em reunir todas as suas informações médicas de forma segura e vitalícia? Imagine, também, que esses dados evoluiriam junto com você, permitindo um acompanhamento de saúde no decorrer dos anos. O Prontuário Pessoal de Saúde (Prontuário Pessoal do Paciente) é o documento que tem essa função.

O Prontuário Pessoal de Saúde (PPS) ou Prontuário Pessoal do Paciente (PPP) nasceu nos Estados Unidos, com o nome Personal Health Record (PHS). Seu objetivo é garantir que o paciente tenha autonomia e responsabilidade sobre seus dados médicos. Como o paciente é o principal interessado em sua própria saúde, não há nada mais justo. Além disso, as informações são compartilhadas com o profissional de confiança, o que facilita o acompanhamento e tratamento.

Atualmente, o futuro da saúde está caminhando nesta direção: o paciente será o principal responsável pela sua saúde. Vamos entender melhor?

A história do Prontuário Pessoal do Paciente

Hoje, toda vez que você consulta um médico, visita um hospital ou faz exames, cria-se um registro dessa visita. Originalmente, esse registro foi batizado de “prontuário médico”, segundo a Resolução nº 1.638/2002 do Conselho Federal de Medicina em 2002. Entenda:

Art. 1º: Documento único constituído de um conjunto de informações, sinais e imagens registradas, geradas a partir de fatos, acontecimentos e situações sobre a saúde do paciente e a assistência a ele prestada, de caráter legal, sigiloso e científico, que possibilita a comunicação entre membros da equipe multiprofissional e a continuidade da assistência prestada ao indivíduo.

O artigo é complementado pela definição de seu responsável:

Art. 5º, item I – Assegurar a responsabilidade do preenchimento, guarda e manuseio dos prontuários, que cabem ao médico assistente, à chefia da equipe, à chefia da Clínica e à Direção técnica da unidade. Apesar de sua definição delegar a responsabilidade técnica pelo prontuário ao médico, outros profissionais de saúde também o utilizam para registrar informações de maneira a formar um documento em prol da saúde do indivíduo.

O prontuário médico vem evoluindo e já existem versões eletrônicas. Mas havia a necessidade de criar uma ferramenta que possibilitasse o acesso às informações de saúde com mais facilidade pelo paciente. Este também deveria ter a chance de contribuir com informações pessoais relevantes.

Foi diante dessa necessidade que o Personal Health Record foi criado nos Estados Unidos. Ele é compilado e mantido pelo paciente, a fim de aprimorá-lo pelo compartilhamento de informações pessoais. Portanto, não se trata de um substituto ao prontuário médico, mas sim de uma ferramenta para que cada indivíduo possa contribuir com o gerenciamento da própria saúde e qualidade de vida.

Importância do Prontuário Pessoal de Saúde

O Prontuário Pessoal de Saúde serve como base para planejar tratamentos e cuidados de saúde. Por meio dele e, com o seu consentimento, médicos, enfermeiros e outros profissionais podem interagir sobre as necessidades dos pacientes, sendo assim um documento de valor legal que descreve os tratamentos e cuidados recebidos.

De acordo com artigo científico publicado pela US National Library of Medicine em 2016, o PPS oferece uma ampla variedade de benefícios. Um dos mais importantes é o melhor acesso do paciente a diversas informações, dados e conhecimentos confiáveis sobre sua saúde. Ele pode aproveitar esse acesso para gerenciar suas doenças e aprimorar seu bem-estar. Além disso, quanto mais personalizadas forem as informações, melhor para si e para o médico.

Assim, o PPS ou PPP é uma ferramenta que possibilita o empoderamento do paciente e da sua história clínica. Isso permite a participação mais aprofundada em seu estado de saúde, consciência pessoal e importância do tratamento a ser realizado.

Share this post

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *