Cuidado centrado na pessoa: por que o método é importante

Cuidado centrado na pessoa: por que o método é importante

O cuidado centrado na pessoa é um método de tratamento mais humano e acolhedor, em comparação aos métodos tradicionais. Seu objetivo é tratar o paciente de forma integral. Portanto, não são só os sintomas e a doença que importam, mas também fatores emocionais, psicológicos e o vínculo entre paciente e médico/equipe. Assim, todos esses elementos são essenciais para a boa evolução do tratamento.

Cada paciente é um ser humano único e, por isso, deve receber cuidados específicos e individualizados para sua queixa e diagnóstico. Além disso, o tratamento humanizado personalizado influencia diretamente na boa evolução do quadro clínico. Afinal, as alterações emocionais também afetam o físico.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) define a saúde como “um estado de completo bem-estar físico, mental e social, e não somente a ausência de enfermidades”. Ou seja, devemos olhar o todo para que o paciente se recupere da melhor forma possível. Vamos entender melhor?

A importância do cuidado centrado na pessoa

Cada pessoa reage de uma determinada forma quando recebe um diagnóstico. Por isso, necessita de suporte, acolhimento e orientação tanto médica, quanto psicológica para lidar com a notícia, compreender como será o tratamento e seu prognóstico. Na situação em que o paciente se encontra, cada detalhe da sua relação com o profissional é crucial para a sua recuperação.

Quando o paciente é tratado como único e especial, ele se sente mais confiante, acolhido e envolvido no tratamento. De acordo com um estudo recente feito pela University of Canberra (Austrália), a abordagem baseada no cuidado centrado na pessoa reduz a necessidade de cuidados especiais, hospitalizações e requer menos investigações de patologias.

A forma como o paciente reage à notícia de seu diagnóstico e como irá lidar com o tratamento influenciam na evolução do mesmo. Portanto, reações negativas, pouca resiliência e sentimentos de desesperança e desespero influenciam negativamente o seu quadro clínico. Por outro lado, se receber orientação e suporte adequados, tenderá a aceitar melhor sua situação. Por consequência, a entrega ao tratamento será mais efetiva e sua recuperação mais provável.

É muito importante que todo paciente tenha acompanhamento psicológico e suporte necessário para que compreenda, aceite e encare seu diagnóstico e tratamento de maneira mais saudável e consciente. Segundo a instituição britânica Health Innovation Network, garantir que pacientes estejam totalmente envolvidos com seu tratamento já é reconhecido como um componente indispensável para a excelência dos serviços de saúde.

Share this post

Comments (2)

  • Johne374 Reply

    I am so grateful for your blog article.Really thank you! Fantastic. ekekkdfbdcgd

    14 de maio de 2019 at 09:49
  • Pharmk801 Reply

    Hello!

    22 de maio de 2019 at 11:05

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *